Existem empresas que usam um computador como servidor e preferem oferecer notebooks para os funcionários utilizarem. Elas acreditam que essa é uma forma de economizar e que não existe diferença entre uma máquina de servidor e um desktop.

Essa escolha pode parecer boa no começo, porém, pode trazer consequências sérias no futuro e grandes prejuízos que seriam evitados caso a instalação da máquina correta tivesse sido feita.

Para ser bem prático, vamos direto ao ponto. Será que é possível usar um computador convencional como servidor? A resposta é não, e nesse texto vamos explicar o porque de forma detalhada.

Servidor

O servidor foi feito exatamente para processar dados com frequência. Ele conta com peças melhores do que qualquer computador convencional: sua memória e seus HDs também têm total diferença, são geralmente mais rápidos e maiores.

Seu sistema operacional foi desenvolvido com drivers específicos para ele. Por isso, quando esses drivers são instalados em computadores, não funcionam da mesma forma, pois eles foram feitos para sistemas de servidores, e não de máquinas comuns.

As peças utilizadas para montar um servidor são superiores às usadas para desktops. Por isso, um computador antigo não funciona com tanta rapidez como um novo, enquanto os servidores, mesmo antigos, funcionam com grande rapidez e eficiência.

Servidores são feitos para trabalharem durante um longo período, o que já não é possível fazer com desktops. Suas placas são robustas, os sistemas de refrigeração instalados nele são mais competentes, e precisam ser, para aguentar a carga e tempo de trabalho.

Computadores Convencionais (Desktops)

Muito diferente do servidor, o computador não foi feito para trabalhar durante muito tempo. O máximo que ele consegue trabalhar é 12 horas por dia, e isso se for uma máquina boa. O processador, o HD e sua memória são diferentes dos de um servidor.

Claro que existem computadores excelentes que contam com um ótimo processamento e armazenamento, porém, eles não foram feitos para trabalhar durante muito tempo, de forma ininterrupta.

Sem dúvidas, a instalação de um desktop como servidor sai mais barato do que instalar uma máquina apropriada, mas com certeza a equipe de TI irá discordar dessa escolha, pois pode parecer barato no momento, porém, posteriormente essa máquina terá problemas de desempenho e confiabilidade que um servidor não teria.

Tudo isso não quer dizer que não se deve usar um desktop como servidor. Se a máquina for capaz de aguentar todos os processos e for instalada por um bom profissional da área, não há problemas, desde que se tenha a certeza de que essa máquina não irá parar e trazer problemas maiores, bem como prejuízos que poderiam ter sido evitados.

Além disso tudo, é preciso se atentar para a qualidade da Internet disponível na empresa, já que ela é utilizada para praticamente tudo hoje em dia. Fazer um teste de velocidade para saber se a Internet vai suportar todo o sistema do servidor e as tarefas necessárias é um dos primeiros passos que se deve dar.

Para mais informações e dicas a respeito de tudo relacionado à Internet, basta acessar o blog MinhaConexão. Lá existe uma excelente ferramenta de teste de velocidade, que ajudará a saber se a sua Internet vai suportar um servidor ou se é melhor contar com uma conexão mais rápida e robusta.